Sv Travel

GUIA PRÁTICO DE PUNTA CANA

Publicado por Sara Meirinho em 16 de agosto de 2019

Se tem um adjetivo que define Punta Cana é: democrático.

O destino é lindo, tem oferta de passeios na medida e é bem preparado para receber o turista, por isso é indicado tanto para casais em lua de mel como famílias com crianças e idosos.

É impossível não ficar encantado toda vez que olhar pra aquele cenário idílico de areias brancas, mar azul-turquesa e coqueiros balançando. Mais Caribe impossível!

Como chegar?

A forma mais prática de chegar em Punta Cana é com os voos diretos da Gol a partir de Guarulhos. São 7h de duração entre São Paulo e a ilha. A Tam tem voo direto a partir de Brasília com 6h30 de duração.

Voando com a Gol, prepare-se para voar na mesma aeronave que opera trechos curtos no Brasil, sem entretenimento e espaço reduzido entre as poltronas. Há serviço de bordo com pratos quentes. Não há classe executiva, apenas uma classe superior chamada Comfort mas que só oferece um pouco de espaço a mais e a cadeira do meio bloqueada.

Se você quer mais conforto, viaje com outras companhias que voam para o Caribe e fazem conexão. Ou, quem sabe, faça uma dobradinha com Miami (distante 2h45 de voo de Punta Cana).

Quanto tempo ficar?

Aqui depende do quanto você gosta de descansar e não fazer nada. Se quiser literalmente relaxar e passar o dia entre decisões-de-sofia do tipo “praia ou piscina?” ou “italiano ou japonês pro jantar?”, eu indicaria 7 dias no destino, não considerando o dia de chegada. Assim dá pra fazer um ou 2 passeios no começo da viagem e ainda sobram 5 dias pro “doce far niente”.

Combinando com Miami, 5 dias em Punta Cana bastam, mas escolha no máximo um passeio para aproveitar nos outros dias o que a ilha tem de melhor: ficar no seu resort.

Dá pra ficar mais, claro. Mas como a oferta de passeios não é tão grande como Cancun, acho que em mais de 7/8 dias de viagem começa a ficar enjoativo.

Quando ir?

A época mais seca e com menor probabilidade de chuvas é de dezembro a abril, o inverno de Punta Cana. As temperaturas ficam em torno de 21 a 30 graus. O clima é bem agradável e é também considerada a alta temporada na ilha.

De junho a novembro é considerada a temporada de alerta de furacões, mas isso não quer dizer que todo ano tenha um, pelo contrário, é raro acontecer.

O guia local que me acompanhou falou que em 100 anos apenas 14 furacões afetaram a ilha e somente 2 atingiram Punta Cana, entretanto os dados sobre esses fenômenos não são muito precisos na região. Se quiser 100% de certeza que não vai passar por essa situação escolha outra época.

Se só puder ir nesse período de alerta não deixe que isso te preocupe demais, pois as chances são pequenas. Entretanto leve em consideração que é um período com maiores chances de chuvas – em geral são passageiras e logo são seguidas por um céu azul e sol brilhando.

Escolhendo seu resort

O que determina o tipo de estrutura que você vai encontrar é o resort escolhido para suas férias. Há opções adults only – ideal para lua de mel – e outras que oferecem todo tipo de programação para adultos, crianças e idosos.

Viajando com crianças

Busque um hotel que ofereça acomodação apropriada para as crianças. Se forem bebês, solicite berços no ato da reserva. Estando com crianças maiores sempre questione como ela será acomodada: em camas extras, sofás camas ou numa cama normal.

Uma chaleira no quarto sempre facilita quando os filhos ainda tomam mamadeira.

Verifique qual a idade mínima para as crianças aproveitarem as programações do hotel e para ficarem no kids club sem supervisão dos pais, assim você pode tirar algumas horinhas para relaxar também. Isso pode variar muito de hotel pra hotel mas a maioria aceita crianças sozinhas nas atividades entre 3 e 4 anos.

Os passeios tem pouca ou nenhuma estrutura dedicada às crianças. Estando com bebês ou crianças muito pequenas, evite, pois a logística é complicada.

Viajando em lua de mel

Prefira hotéis somente para adultos ou verifique se no resort escolhido há alguma área de lazer em que as crianças não entram.

Como a viagem de lua de mel sempre merece mimos a mais, não esqueça de avisar ao seu hotel o motivo da viagem, assim eles podem preparar o quarto para sua chegada com presentinhos e decoração especial. Alguns pedem que se comprovem com o envio do convite de casamento ou de algum documento oficial.

Os resorts normalmente oferecem jantares reservados na praia ou programações especiais para os honeymooners. Verifique o que o seu oferece.

Passeios para mergulhar ou tours de barcos pela ilha podem ser bem românticos. Preocupe-se em verificar qual a média de pessoas que vai nos barcos, tempo de duração dos passeios e qual a embarcação utilizada. Alguns passeios feitos direto de lancha rápida, pulando a parte do catamarã, podem otimizar o seu tempo e te levar direto ao que realmente interessa.

Como são as praias e onde ficar?

O mar é azul-turquesa e adquire algumas nuances mais escuras dependendo da profundidade. A areia é fina e praticamente todos os resorts beira-mar oferecem cadeiras, guarda-sóis e um bar à disposição. Além de disponibilizarem snorkels, caiaques e pranchas de stand up para empréstimos ou aluguel.

Mesmo tendo águas claras, a visibilidade na beira da praia não é tão boa. Para ver peixes e corais mergulhando tem que pegar barco e desbravar piscinas naturais em alto mar. Na maré baixa, entretanto, você pode ter mais sorte nas praias em frente ao hotel.

O único defeito que eu poderia citar das praias de Punta Cana são as algas que dominam a beira. Incomoda mais quando você vai entrar no mar, depois nem tanto, você só vê uma ou outra passando.

Na Praia de Bavaro o mar é calmo. As águas são claras, mas não é tão quentinha. Em janeiro lembra a temperatura do mar no Rio de Janeiro. No verão (entre junho e setembro) é mais morna. Aqui estão hotéis como o The Reserve at Paradisus Palma Real e o Barcelo Bavaro Palace Deluxe.

Praia de Bavaro

Praia de Bavaro
Foto: Sara Meirinho

Outra praia com mar calmo é Cap Cana. Nessa região, conhecida também por abrigar um condomínio de luxo, estão resorts como o Secrets Sanctuary e o Eden Roc Cap Cana – alguns dos melhores e mais exclusivos hotéis da ilha. Ficando nesses hotéis aproveite também a praia de Juanillo que fica próxima.

Ao lado de Cap Cana, já na praia chamada de Punta Cana (e que deu nome a ilha) está o reconhecido hotel Tortuga Bay, que tem alguns quartos assinados por Oscar de La Renta.

As praias de Macao e Uvero Alto agradam os surfistas pois têm mais ondas. É na praia de Macao que está o hotel Hard Rock. Em Uvero Alto você encontra hotéis como o Zoetry Agua e o Sivory.

*Passeios

Os passeios mais oferecidos em Punta Cana são:

Isla Saona

É uma praia lindíssima, com águas ainda mais claras que as das praias de Punta Cana.

Isla Saona Foto: Sara Meirinho

Isla Saona
Foto: Sara Meirinho

Esse passeio divide muitas opiniões. O passeio “normal” com trajeto de catamarã + tempo na praia + visita as piscinas naturais La Palmilla (onde tem estrelas do mar) + trajeto de lancha rápida pode ser bem programão de índio.

Isso porque as empresas lotam os barcos, vão todas no mesmo horário e a viagem de catamarã é embalada ao som de Michel Teló e regada a um rum bem duvidoso misturado com refrigerante. Chegando na ilha oferecem um almoço beeeeem simples num ambiente mais rústico ainda.

Mas dá pra driblar e tornar esse passeio agradável. Ao invés de pechinchar com os receptivos que ficam na recepção do seu resort quem oferece o passeio por menos, negocie com eles a opção de ir e voltar de lancha rápida. Se estiver num grupo maior viajando com você fica mais fácil, mas não é impossível conseguir o passeio de forma mais VIP mesmo que você esteja somente em casal.

Indo de lancha rápida você chega cerca de 1h antes das excursões, se sair no mesmo horário delas, e encontra a praia quase vazia. Além disso, escolha uma empresa que ofereça um serviço de almoço melhor. Algumas delas têm espaços mais reservados na praia, servem lagosta e têm garçons. Ainda assim, é uma estrutura mais simples do que a do seu resort. Mas tomando esses cuidados dá pra tornar a experiência Saona bem interessante.

Isla Saona Foto: Sara Meirinho

Isla Saona
Foto: Sara Meirinho

Se forem de lancha rápida na ida, ainda, chegarão mais cedo e poderão seguir antes de todos para as piscinas naturais onde estão as estrelas do mar mais fotografadas da ilha. Dá para mergulhar, escolher a sua, tirar a foto e devolvê-la rapidamente para o mar, para não correr o risco de matá-la. O guia que nos acompanhou falou que mesmo com toda a orientação muitos turistas extrapolam o tempo saudável para as estrelas e hoje a população delas naquela piscina natural já diminuiu bastante. Então muito cuidado com elas.

Piscina natural de La Palmilla Foto: Sara Meirinho

Piscina natural de La Palmilla
Foto: Sara Meirinho

O embarque e desembarque do passeio de Saona é na marina de Bayahibe, distante 2h da praia de Bavaro. Bem simples e com quase nenhuma estrutura. Como não tem um deck, é necessário caminhar um pouquinho dentro do mar para entrar no barco (a água não passa do joelho). Então pessoas com dificuldade de locomoção, crianças e idosos devem redobrar a atenção nesse momento. Outro fator importante para quem tem algum tipo de limitação é que, quando o passeio é feito de catamarã, há 2 trocas de embarcações no meio do mar, porque ele não pode chegar até a beira da praia. Indo e voltando de lanche rápida você não tem esse transtorno.

Marina de Bayahibe Foto: Sara Meirinho

Marina de Bayahibe
Foto: Sara Meirinho

Atenção para as empresas que vendem o passeio para Isla de Saona de forma VIP, pois algumas só trocam o tipo de almoço servido e cobram a mais por isso. O restante todo do passeio é no perrengue com todo mundo. Pergunte todos os detalhes!

Eles vendem o passeio dizendo que ali foi gravado o filme “A lagoa azul”, mas é mentira!

Dolphin Island

Aqui dá pra mergulhar com golfinhos e também com arraias e tubarões. Com os golfinhos a interação é maior e sugiro contratar o pacote que inclui um ou 2 golfinhos fazendo todo tipo de artimanha com você: beijinho, dancinha e te impulsionando para saltar. Existe também uma opção de interação para crianças a partir de 2 anos.

Adventure Boogies

É um passeio de buggy que passa por Cap Cana, tem um tempo para aproveitar a praia de Juanillo e uma visita ao Hoyo Azul, uma gruta com lagoa subterrânea de águas cristalinas.

Hoyo Azul Foto: Reprodução

Hoyo Azul
Foto: Reprodução

Marinarium

É um passeio num catamarã de 2 andares com fundo de cristal, que inclui parada numa piscina natural e também mergulho com tubarões e arraias. Diferente da maioria dos passeios de mergulhos, aqui você pode levar câmera e tirar suas fotos com os tubarões. Com as arraias eles não deixam, só mesmo comprando as fotos do fotógrafo oficial.

Praia no Marinarium Foto: Sara Meirinho

Praia no Marinarium
Foto: Sara Meirinho

Mergulho no Marinarium Foto: Sara Meirinho

Mergulho no Marinarium
Foto: Sara Meirinho

Santo Domingo

Passeio meio furado, pois é muito tempo de deslocamento entre Punta Cana e Santo Domingo, capital da ilha. Chegando lá visita-se alguns museus e pontos importantes. Além de uma parada para compras naqueles mercados hiper turísticos.

Parasail ou skyrider

Aqui você é preso a um paraquedas que é puxado por uma lancha, sobrevoando as praias de Punta Cana. Se não gosta de altura, não é pra você, pois ele vai bem alto.

O trajeto até lá é feito de lancha, onde recebe instruções e é equipado. Depois levanta-se voo e fica cerca de 10 a 15 minutos no ar, e pousa na lancha mesmo. Na maioria das vezes nem molha.

A paisagem lá de cima é linda. Em vários trechos das praias de Punta Cana é possível encontrar empresas que fazem o passeio, por isso não precisa reservar com antecedência. Em geral custa USD 90 para até 2 pessoas indo juntas.

Passeio para conhecer a produção de charutos

Outro passeio dispensável. Apesar de ser somente meio dia de duração, dura tempo suficiente para você se arrepender de não ter ficado no seu resort. Exceto se você for um profundo admirador de charutos, você não vai achar muita graça no modo de produção e menos ainda no excesso de ofertas para que você compre os produtos locais…

Uma variação desse passeio é o Bavaro Runners que, além da demonstração de tabaco, inclui interação com moradores, visita a uma escola rural e a campos de cana de açúcar, um dos principais produtos agrícolas da ilha. Esse dura o dia inteiro.

Há também vários passeios de barco com diferentes temáticas: relaxante (Dr. Fish), happy hour em alto mar, inspirado no Piratas do Caribe… Você pode achar um com a sua cara.

Há também outros passeios mais aventureiros com trilhas e tirolesas ou, quem sabe, até pilotar uma lancha de alta velocidade.

Vida noturna

A vida noturna de Punta Cana é em geral marcada por festas e atividades que os resorts oferecem para seus hóspedes. A maioria deles oferece um show temático com mágica, cantores ou malabaristas e também uma boate.

Querendo ver gente diferente, há duas boas opções de boates na cidade.

Cocobongo, famosa pela sua filial em Cancun, junta música, malabares e representações dos melhores filmes e bandas dos últimos tempos, como Madonna, Michael Jackson, Guns n’ Roses, Beatles, os filmes “Chicago” e “Tróia”, entre outros. Vale muito a pena! A noite é bem animada. É open bar e existem 2 opções de ingressos, o geral e o VIP que inclui camarote e entrada sem filas. Funciona de quarta a domingo.

Cocobongo Foto: Sara Meirinho

Cocobongo
Foto: Sara Meirinho

Cocobongo Foto: Reprodução

Cocobongo
Foto: Reprodução

Imagine é uma boate dentro de uma caverna que toca todo tipo de música, de eletrônica a Michel Teló.

Se tiver que escolher entre uma e outra, prefira a Cocobongo.

Compras

Há vários centros comerciais espalhados pela zona turísticas dos resorts, já que Punta Cana não tem um centro propriamente dito.

Dois shoppings se destacam: o San Juan, maior da região, e o Palma Real com filiais de franquias internacionais conhecidas como o Hard Rock e o Outback. Ambos oferecem traslado gratuito em horários regulares para alguns resorts nas proximidades. Precisando ir de táxi, os preços são tabelados, não tem como pechinchar e não tem taxímetro.

Shopping San Juan Foto: Reprodução

Shopping San Juan
Foto: Reprodução

Nos shoppings estão essencialmente lojas internacionais como Rauph Lauren, Puma, Diesel, Guess, Tommy Hilfiger, etc. Os preços não valem a pena, são praticamente os mesmos praticados no Brasil. Ainda mais com esse dólar na casa dos R$ 4.

Há também algumas barraquinhas com produtos locais e souvenires com preços melhores que os das lojas dentro dos hotéis.

*Dica: No San Juan tem o stand da Claro e da Orange, as empresas telefônicas que operam na ilha, e dá para comprar um chip para usar internet 3G durante toda a viagem com preços bem mais convidativos do que o do seu resort, caso não tenha wi-fi incluído. Um chip de 1 GB da Claro custa USD 20 e o de 3 GB sai por USD 30. O de 3GB foi suficiente para usar por uma semana tranquilamente sem acabar o pacote de dados. Para terem uma ideia, o resort que fiquei cobrava USD 25 por dia pela internet.

*Dica 2: Também no San Juan está um grande mercado que tem preços ótimos para produtos que amamos comprar nos EUA. O pote grande do creme Silicon Mix sai por USD 6 e o pacote grande de Oreo por USD 4, por exemplo. Há muitos outros itens que valem a pena. E precisando de algum item de necessidade para crianças e bebês aqui você encontra tudo, de papinhas a mamadeiras Avent (preços parecidos com o do Brasil).

Fale conosco para organizar a sua viagem

×

Olá!

Clique em nossa representante abaixo para conversar no WhatsApp

× Conversar no Chat do WhatsApp